domingo, 12 de agosto de 2012

As Três Estrelas


Numa noite de sábado, alguém sussurrou em meus ouvidos, tocando meu coração, a seguinte afirmação:
- A resposta que procuras está no horizonte.
Parei para refletir sobre o que acabara de ouvir. Havia tantas perguntas que eu gostaria que fossem respondidas. E então, aquele alguém novamente sussurrou a mesma frase em meus ouvidos. Talvez, eu soubesse o que ele queria dizer. O silêncio era grande, meus pensamentos iam e viam a tal velocidade. Eu estava completamente absorta em minha mente. Quando, pela terceira e última vez, aquele ser repetiu o que havia dito. Agora, eu sabia exatamente qual das perguntas eu tanta ansiava que fosse respondida. Só tinha que encontrar a resposta olhando para o horizonte. Sinceramente, não entendi a principio o que aquilo queria dizer. Como procurar a resposta no horizonte? De que forma eu a encontraria? [...] Deitei-me em minha cama imaginando o que poderia estar no horizonte...
No dia seguinte, eu havia me esquecido o que tinha ouvido naquela noite. Quando do nada, eu estava na varanda de minha casa, algo me fez olhar para o céu. Era noite, a lua estava tão bonita. Mas, quando eu ergui o olhar para o horizonte, eu encontrei três estrelas que formavam um triângulo retângulo. Duas estrelas em cima e uma em baixo. Eram apenas três estrelas! Fiquei olhando, sem saber o porquê o fazia. Até que parecia que cada estrela girava no seu lugar. “Eu estou ficando doida”, pensei. Fixei o olhar e me espantei ao perceber que elas realmente o faziam. Quando uma das estrelas brilhou. Como se viesse uma luz bem forte por detrás dela. Brilhou por um instante e voltou ao normal. Eu não conseguia acreditar no que havia acabado de ver. Foi assim que me lembrei da noite anterior e daquele alguém que sussurrou em meus ouvidos o que eu tanto queria ouvir:
“A resposta que procuras está no horizonte.”

(Baseado em fatos reais)
Aline Bueno

Nenhum comentário:

Postar um comentário