terça-feira, 5 de abril de 2011

Olhando em teus olhos, eu dizia que te amava...


... Porém, não podia mais continuar te amando assim. Não tinha mais forças para vencer aquela ilusão. Um dia o coração é sempre capaz de amar novamente. E sim, é possível ser feliz. Você não podia discordar nem confirmar isso, mas entendia o que eu estava lhe dizendo. Seus olhos se encheram de lagrimas, e você me perguntou sobre todos os momentos que passamos juntos. Eu te respondi que eles ficariam guardados para sempre em nosso coração. Agora, você tinha certeza que eu não voltaria mais para seus braços. Perguntou sobre a dor. Disse que sempre há um jeito de lidar com ela e que se ele aceitasse isso, a venceria. Ele sabia do que eu estava falando. Ele viu eu lidar com a dor cada dia, cada minuto. Entretanto, havia ainda uma pergunta que ele gostaria de me fazer. Era sobre a saudade. Eu suspirei e murmurei que ele poderia me telefonar, uma vez por mês. Sem querer adiar aquela despedida, lhe falei que o amava, mas que seria melhor para nós dois assim! Dei-lhe um beijo no rosto, e fui embora. Não olhei para trás, porque não queria guardar aquela lembrança dolorosa em minha mente. A vida continua. Passado, presente e futuro se encontrarão. Talvez, em seus pensamentos. Porque eu disse adeus, e nunca mais voltarei. E sim, você terá que viver sua vida sem mim. Terá que enfrentar cada luta, sem minha ajuda. Eu sinto muito, se isso é difícil para ti. Mas saiba que para mim foi pior ainda. Fui embora, mas deixei contigo, uma parte de meu coração. Aquela parte que sempre me fez sofrer e chorar por você. Aproveite. Enfim, só agora eu serei livre para voar e sonhar. Apesar, ainda é tempo para amar!
Aline Bueno

Nenhum comentário:

Postar um comentário